quarta-feira, Abril 23, 2014

... Com os pés na areia!



... Os pés na areia trazem-nos sempre recordações. De outras vezes que metemos os pés na areia e das vezes que o voltaremos a fazer. Este fim de semana fui, pela primeira vez este ano, à praia. Quieto no meu canto ia pensando que o pisar do areal pode ser um desfilar de memórias. Muitas memórias, umas que ficam outras vão desaparecendo. Exactamente como as nossas pegadas na areia. Quando olhamos para trás umas estão marcadas, firmes e nem a espuma das ondas as faz desaparecer, e outras no entanto desaparecem com o sopro de vento. Tenho dentro de mim todas as pegadas. Não sou pessoa de fazer desaparecer as coisas com um sopro. Talvez com o caminhar do areal as pegadas, apesar de não desaparecerem, vão ficando longe, longe, muito longe e não desaparecem da areia mas vão desaparecendo da nossa vista. Foi um pensar no primeiro dia de praia numa areia onde já pisei tantas vezes num mar que é testemunha de tanto estados meus. Estive ali outra vez da cabeça aos pés. Com os pés na areia!

terça-feira, Abril 22, 2014

... Os olhos relaxados!


... Aqui ando eu a tentar descobrir uma maneira de atenuar as marcas do tempo, e fazer com que ele ( o tempo) demore a chegar. Nem sempre consigo, porque 40 são 40 e os vícios do sol, as muitas horas no computador, as luzes do estúdio... enfim, eu faço um esforço e tento rodear-me daquilo que pode ajudar um dos meus (muitos) pontos fracos: os olhos! Para um relaxamento e descongestionamento, que por sua vez, ao ser aplicada diariamente vai atenuar os tradicionais papo eu descobri este Roll On da Nivea. Só usei ontem, é uma sensação de frescura imediata...

segunda-feira, Abril 21, 2014

... Indignado por Augustus!



... António Augustus não era um qualquer. Era um costureiro que começou uma estrada seguida depois por muitos. Foi um pioneiro, um visionário no seu tempo que fez o caminho a pulso. Não escrevo isto hoje, porque morreu e porque acabei de chegar do seu funeral. Digo isto, porque é importante reforçar uma verdade. Não entendo, juro que não entendo que num Portugal tão pequeno a maioria dos companheiros de profissão, nomes ligados à moda, não se tenham dignado estar presente na despedida de Augustus. Acho ofensivo! Acho pequenino que se tome uma atitude assim, acho mesquinho que, Portugal perca um dos seus criadores de moda - que pode ou não gostar-se do género - mas era um dos enormes, e na sua despedida não estejam nomes grandes que hoje continuam o seu caminho, mas, muitos deles apenas e só porque alguém antes o começou. António Augustus foi daqueles que começou a estrada, que abriu a porta para que depois outros entrassem e se fizessem ao caminho. São todos muito conhecidos, aparecem todos muito, trabalham todos no mundo da moda, essa indústria mediática que ali deveria ter estado melhor representada, não porque alguém lhes diria, mas por consciência própria. Mas essa é também uma indústria preconceituosa cheia de vaidades ocas que vale o que vale, mas em casos assim sinto uma certa vergonha alheia. Augustus merecia mais. Estiveram os amigos, os que gostavam dele. Estiveram nomes sonantes, estiveram também colegas de profissão, claro que sim e alguns curiosos. Apenas reparo, que lá deviam ter estado muitos outros. Costureiros, jornalistas, directores de revistas da especialidade, simples escribas... aqueles que hoje falam de alto, mas se esquecem (porque o ego é maior que eles) que no Domingo de Páscoa Augustus começou outro caminho. O da eternidade, para onde irão todos. Tanta arrogância gratuita é puro disparate! Tenho dito.  Não que alguém me tenha pedido para o fazer, mas porque o sinto. O ouro dia, no lançamento do meu livro Augustus disse-me 'tu falas com a alma, sabes que isso tem um preço, mas deves dormir tranquilo!'. Verdade que sim!

... Mimos de mãe!




... Não é preciso muito para se amar uma mãe nem tão pouco para a mimar. Nós pensamos assim e por isso temos mimos para celebrar o seu dia. Escreva-me uma frase que junte a palavra mãe e The Body Shop e quem sabe a vossa mãe recebe um mimo destes. A minha já tem o dela! Vamos a isso claudio.sic@hotmail.com


domingo, Abril 20, 2014

... Eu e as minhas coisas!


... T-shirt over size | Calças Tommy | Cardigan Zara

... Adidas!

sexta-feira, Abril 18, 2014

... Teaser!

... À descoberta!

... Na hora de começar a viagem a expectativa e animação...

... Num passeio a Lisboa, Leonor levou a amiga carolina. Para elas é divertimento puro, para mim é como se precisasse de um curso intensivo de pai e tio para todo o serviço. Elas têm o condão de não se cansarem nunca e mesmo cansadas de insistir que não estão. Foram 48 horas de exaustivo passeio educativo, divertido e ... 'muito fixe!', como o descreveram. Vieram com o propósito de ir ourta vez à Kidzania, um espaço que, apesar de muito interessante precisa de uma outra organização. Não faz muito sentido existirem tantas filas para uma actividade ao ponto de se esperar 45 minutos para que se faça.... mas essa é outra conversa. Passeio pelo Chiado, compras em lojas, uma mini viagem pela SIC, uma estreia de cinema, o pequeno almoço na padaria portuguesa... enfim, ela queria fazer 'tudo o que o pai faz durante o dia' o normal para cada um de nós, mas que feitio com elas tem outra graça, porque para elas tudo tem uma história. Aqui ficam algumas imagens de uma passeio a duas (eu andava por ali apenas para registar o momento). Estão crescidas. Dez anos!


.... No regresso, vencidas pelos cansaço!

quinta-feira, Abril 17, 2014

... Um ano depois!

... Chiado. 2013!
... Chiado. 2014!

... Estas fotografias são separadas por um ano. No mesmo lugar a mesma Leonor teimosa, sorridente, aventureira e sonhadora... A aventura de Leonor amanhã no nosso Blog!

... Tudo tem um preço!



... Tudo tem um preço? Claro que sim! Roberto Carlos, o grande, o Rei, o exemplo está há trinta anos sem comer carne, anunciando ao mundo que é um vegetariano convicto. De repente aparece este anúncio no Brasil a promover uma marca de carne e Roberto aceitou grava-lo feliz e contente onde pede um bife... Uau!! O mundo dos vegetarianos, dos seguidores de Roberto, dos que comem carne e não comem, do que não fazem nem uma coisa nem outra, dos que viram isto de passagem... vieram dizer de sua justiça e indignar-se contra o cantor. Foi fácil de perceber, parece que Roberto Carlos recebeu oito milhões de Euros para gravar o anúncio. Em momento nenhum se vê o homem dar uma garfada no gostoso bife que tanto elogia, mas a mensagem fica. Não sei se ficou com uma indigestão de comer carne trinta anos depois, mas mais rico ficou... entretanto o anuncio foi retirado. Como se pode ver, a força de uma convicção dura até se chegar ao preço que ela tem. Era isto!




quarta-feira, Abril 16, 2014

... Se há um ponto G. Há um ponto P?! Claro que sim!

... Pérolas a porcos!




... Não existe uma explicação muito lógica quando, de repente, queremos fazer uma coisa que simplesmente apetece e pronto. Eu já tive desejos de comer areia, de nadar no gelo, de andar nu na rua. Eu imagino todas as pessoas que passam por mim a fazer sexo quando estou para aí virado (algumas são um espectáculo triste de se imaginar, mas andam pela vida convencidas do contrário), eu imaginei mil vezes a Irina Shayk a fazer mil coisas, mas a nadar com porcos? Não! Confesso. A minha imaginação, sendo fértil,  não chegou tão longe, mas não deixa de ser uma boa maneira de se fazer notar. Hoje com porcos, amanhã comigo. Nunca se sabe!